Nossas atividades

Os textos abaixo são textos adaptados dos textos originais, da página principal, em japonês, não são traduções exatas.

10/12/2011 Aula de Kanji

É difícil, e as vezes parece impossível, para os estrangeiros  entender os significados dos kanjis. Mas para quem  vive aqui, é importante que entenda os significados dos kanjis e  tente compreender o que está escrito, isso torna o dia-a-dia um pouquinho mais fácil. Usando cartões fizemos várias combinações observando a leitura e o siginficado de cada um e depois, os novos sons e leituras. E cada kanji tem uma história, uma origem, isso é muito interessante!

26/11/2011 Refletindo sobre sobre nossas atividades na WaiWai


Nessa aula discutimos sobre as coisas interessantes que fizemos até agora, relembramos coisas interessantes como o primeiro Owara Matsuri em Yatsuo, nosso primeiro churrasco, treinamento de terremoto em Takaoka, nossas aulas de culinária, as participações nos festivais culturais, etc. Enfim sobre o que fizemos dentro e fora da classe. Quem não conhece nossa classe, não faz ideia do quanto nos sentimos bem quando nos reunimos.

19/11/2011 Superstições

Discutimos sobre as superstições e algumas crenças e manias. Descobrimos coisas em comum e outros fatos curiosos de outros países. Também fizemos leitura de mão, conversamos sobre horóscopo, tarô, búzios... Muito interessante.

15/10/2011 Programação da tevê


 

Hoje conversamos sobre o que assistimos na televisão, que tevê o  estrangeiros  assistem no Japão, que tipo de programa, noticiários, filmes, novelas... Falamos sobre  nossos programas favoritos e comparamos as tevês dos vários países com a tevê japonesa. É espantoso saber como as novelas brasileiras são longas...

 

17/09/2011

 

  "E se você pegar um resfriado?..."

Com as mudanças de estações, o tema de hoje foi saúde, discutimos como lidar com gripes e resfriados. Foi uma surpresa saber que no Brasil é comum dar banho frio nas crianças com febre para dar um choque térmico e baixar a temperatura. Na China comem mingau/canja de arroz quente e tomam água quente. E ainda no Congo, além de gripes e resfriados, sofrem muito com a malária.

As opiniões e cuidados, váriam de acordo com os países ou regiões. Falou-se também sobre como contornar o estresse, alimentos, banhos em onsen, músicas, danças, orações, dormir, carpir o quintal ou cuidar das plantas... Enfim, há uma grande variedade de métodos. A conversa foi animadíssima.

 

 

10/09/2011 Kanji- Aula 4- Radical Tare

Tivemos um período de férias dos voluntários. Em todos esses anos, as primeiras férias de verão da"Wai Wai", em agosto.


Bem, depois das longas férias, ficamos surpresos com a participação de tantos estrangeiros, os participantes de sempre e novas pessoas também apareceram, todos sorridentes. Estudamos kanji.

店・広・度・病・疲・痛

Esses kanjis aparecem frequentemente no nosso dia-a-dia e os voluntários e apoiadores se esforçaram, em conversas e exemplos, para que fossem entendidos.

As histórias pessoais surgem naturalmente. A. Nos contou que nunca ficou doente, nunca foi a um hospital  e mesmo assim paga cerca de 20 mil ienes mensais pelo seguro nacional de saúde e está tomando cuidado com a alimentação porque atualmente as pessoas estão muito propensas a se tornarem diabéticas.

 

Todos demonstraram, felizes, que aprenderam o significado do  

 kanji (byô: doença)


 


Nota: Tare é esse traço escorrido que emoldura o kanji.

20/08/2011 Japonês- Conversação para o Trabalho



Patrocinado pelo Centro Internacional de Toyama , tivemos  o curso de língua japonesa , linguagem adequada para usar no trabalho ou procurar emprego. Os voluntários e apoiadores de sempre, descansaram hoje.

Falando em problemas no trabalho, surgiram vários assuntos como as injustiças que sofremos, e o quanto é preciso ter paciência. M. Tentou relatar sua experiência , onde sofreu algumas coisas mas quando ninguém entendia, H. conseguiu juntar as peças do quebra-cabeça e explicou a todos a agonia que aquela pessoa passou naquela situação de discriminação no trabalho. Mesmo falando e entendendo pouco o idioma japonês, estrangeiros de diferentes países se entendem e se explicam...

Mas os problemas no emprego não são exclusivos de estrangeiros, japoneses novatos também sofrem .

Esse assunto impressionou a todos.

23/07/2011 Usando o Tempo

Mesmo no o Japão, muitos dizem que (時は金なり・ときはかねなり・toki wa Kane nari), em portugês: "Tempo é dinheiro" e "Time is money", em Inglês, etc. O tempo é algo muito importante. E as discussões sobre como usar o tempo do dia, ou quanto tempo esperar e os nossos valores com relação ao tempo, foram bem animadas. Cada um falou um pouco sobre a valorização do tempo no seu país. Os japoneses, normalmente são pontuais, não chegam antes nem depois da hora marcada e costumam agendar a maioria dos compromissos. Enquanto os brasileiros... Bem... há quem chegue na hora certa... Falamos sobre quanto tempo podemos esperar num encontro, para ser atendido num restaurante (os japoneses parecem que adoram esperar numa fila... nós não...), quantos toques esperamos numa chamada telefônica... Enfim, nosso tempo foi muito bem aproveitado.

Nesta aula, os alunos da classe de iniciantes também puderam participar, avançando aos poucos e ganhando confiança para falar. E falando de nós mesmos é mais facil aprender.



10/07/2011 Kanji- Aula 3-  Radicais Kanmuri (花・家・今)e ashi(先・見・買)

 

Na classe de adultos, conversando com os voluntários sobre os kanjis que consegue ler, os vários significados e modos de leitura, a forma como são usados no dia-a-dia, nas placas, panfletos, etc. novos kanjis são aprendidos de maneira muito interessante.

Depois de muito estudo e conversas, um aluno paquistanês da classe de iniciantes nos surpreendeu com uma enorme panela de Biriyani, um delicioso prato típico da culinária paquistanesa feito com arroz e frango, também trouxe pratos, bebidas... Foi muito bom.

Nota: Kanmuri é aquela coroa ou telhadinho sobre o kanji, como nos exemplos acima. Ashi são os traços inferiores que lembram pés.

 

28/05/2011 Kamishibai: Diversão e cultura com a estória infantil de Kenji Miyazawa

A obra de Kenji Miyazawa, autor japonês, é muito interessante. Escolher a estória, reunir as ideias e transformar em Kamishibai (leitura ilustrada) deu trabalho, não foi fácil mas o resultado foi positivo.

 

A classe de iniciantes

 

Na classe de iniciantes, os voluntários estão sempre procurando métodos e maneiras de ajudar a aprender, aproveitando as situações do cotidiano na comunidade local para desenvolver uma boa comunicação entre nós estrangeiros e os japoneses. Mas mesmo sem tempo para estudar japonês todos os dias, podemos aprender em apenas uma aula por semana? Sim. Desde o ano de 2010, com o apoio da Província, estamos usando o material oshaberi shinagara nihongo no kihon bunpō ( falando e usando a gramática japonesa) Neste ano também, contamos com o apoio de professores especialistas.

 

 

活動のお知らせ

2017ねんどの かつどうが はじまりました。みなさん、ぜひ きてください。